Puerto Varas – Chile (Parte 03)

O Zé ainda tá em Puerto Varas, mas vamos nos encaminhar para finalizar a série de posts sobre o destino. Agora vou postar dicas finais para outros passeios e também algumas gastronômicas. Bora lá!

Mais uma foto de Peulla!
Mais uma foto de Peulla!

Bom, como falei, fui a trabalho, então não tive tempo para quase nada. Eu gostaria muito de ter feito outros dois passeios bem famosos por lá: um que vai para Ilha de Chiloé (para ver pinguins) e outro que era City Tours em Frutillar. O passeio na ilha de Chiloé é um dos mais famosos e um dos mais caros também. Mas todo mundo que vai adora e recomenda. Separe um dia inteiro pra ele. Gostaria muito mesmo de ter feito. Sobre Frutillar, falam muito bem dessa cidadezinha, que é muito bonita. É um passeio mais monótono, de meio dia, se não me engano, mas por outro lado, um dos mais baratos.

Outras dicas para quem vai com mais tempo.

  • Separar um dia inteiro para o passeio no Parque Nacional e outros dois dias para subidas ao Vulcão Osorno;
  • Dois dias no Vulcão porque um você pode fazer esqui/snowboard. E no outro, fazer o Trekking no Glaciar. O custo desse segundo eu sei que é de 40 mil pesos pois eu iria fazê-lo, mas não pude justamente pelo tempo. Merda!;
  • Como o tempo atrapalha muito, tente já planejar esses passeios com alguns dias de antecedência. Entre em contato com a operadora responsável e com alguns dias antes eles saberão quais dias estarão com tempo aberto e quais não. Assim, você já planeja os outros passeios nos dias de tempo ruim;
  • A empresa que cuida dos passeios no vulcão é a Volcan Osorno. Coloco aqui o site deles. Você já pode pegar os contatos e mandar email perguntando: http://www.volcanosorno.com/
  • Tem outro passeio que eles oferecem que pode ser legal também. É um trekking para a Cratera Vermelha. Mas não tenho muitas informações sobre isso.

 

Dicas de Restaurante

Comi muito bem em Puerto Varas. Aí vão alguns dos lugares:

Ceviche do Buenas Brasas - me desculpem mas a vontade era grande e esqueci de tirar a foto antes! kkk
Ceviche do Buenas Brasas – me desculpem mas a vontade era grande e esqueci de tirar a foto antes! kkk

Fogon Las Buenas Brasas – Excelente! O melhor que comi, tanto que fui duas vezes. Fazem muito bem os peixes e os acompanhamentos. E ainda servem de cortesia um pãozinho de entrada com um ceviche que estavam sensacionais. Por mim, eu ficava uma refeição inteira comendo só essa entrada. Bônus: na época havia um garçon brasileiro trabalhando que nos ajudou bastante a entender os peixes e deu várias explicações sobre os pratos e também sobre o turismo local.

Cassis – um dos mais fáceis de localizar, pois fica numa esquina de frente para a praça. Nesse dia eu resolvi comer uma carne pois já estava cansado de tanto peixe. Me arrependi. Não estava boa. Todos que pediram peixe ficaram felizes. No final, vale passar na sorveteria (dentro do restaurante mesmo). Os sorvetes são excelentes e vem em grande quantidade!

Pim’s – Foi bom para assistir jogo de futebol (era dia de jogo Brasil e Chile)! A comida é estilo Outback/Fridays, mas muito gostosa.O atendimento é lento e achei o preço achei um pouco salgado.

Club Aleman – não tive a oportunidade de comer um dia lá, pois a maior parte dos dias eu tinha jantar no evento que estava trabalhando. Mas três pessoas diferentes me recomendaram. Disseram que não é caro e dá pra sentir um pouco da vibe alemã de Puerto Varas. Deixo aqui as recomendações do Trip Advisor sobre ele: https://goo.gl/ixh24Y.

Orquidea – não fui para comer, mas para as baladas de lá! hehe O local é bem pequeno. Bastante! Não cobram pra entrar e a música é bem internacional. Ficam abertos até mais tarde e o interessante: deixam os cachorros de rua entrar para se aquecerem. Então o povo fica lá dançando com os cachorros no meio! hahaha

Ufa! Chega! Espero que o post ajude e se eu lembrar de mais alguma coisa, volto para editar. Qualquer coisa, se tiverem dúvidas, podem entrar em contato:

Email: diegoarelano@gmail.com

Facebook: Facebook – Diego Arelano

Abraços!!!

Hora de voltar - Cordilheira dos Andes vista do Avião
Hora de voltar – Cordilheira dos Andes vista do Avião

Autor:

Diego Arelano, vulgo Zé. De onde veio singela alcunha? Do meu nome caricato de novela mexicana, Diego José, que meus pais resolveram dar em homenagem a cada um dos avós! hehe Fora isso, o Zé é um cara curioso e meio demorado que ainda tem uns 200 países pra conhecer. Palmeirense e publicitário formado pela Universidade de Brasília. Atualmente trabalha na Embratur, órgão de promoção turística internacional do governo.

Fala que eu te escuto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s