Aspen e Snowmass – Colorado, EUA

Outra viagem internacional que fiz em 2015 foi pra Aspen e Snowmass, no Colorado, Estados Unidos. Fui a trabalho e, assim como na viagem de Puerto Varas, não dá pra aproveitar taaanto quanto gostaria, mas já dá pra ter uma ideia e compartilhar um pouco da experiência. Minha viagem foi em junho de 2015 e fiquei lá por quatro dias.

Aspen

Aspen e Snowmass são duas cidades pequenininhas, coladas uma na outra. Talvez a primeira seja mais famosa que a segunda (quem não se lembra do filme do Debby e Lóide?) mas Snowmass também tem seu valor. Elas sobrevivem muito do turismo no inverno, devido às estações de esqui. Quando a temporada começa, a grande maioria dos turistas que tem um poder aquisitivo (bem) elevado chega em seus aviões particulares. Me disseram que mais de 100 aviões particulares pousam por dia.

Pode-se dizer que até há alguns anos, Aspen e Snowmass só existiam durante 6 meses do ano (temporada de inverno) e nos outros 6, com as estações de esqui fechadas, a cidade toda parava. Mas de uns tempos pra cá, começaram a desenvolver muito o turismo baseado em outras atividades de verão, como rafting, hiking, cicloturismo e outras, aproveitando White River National Forest, onde ficam as famosas montanhas Maroon Bells. E também em eventos. Só nesses quatro dias que estive lá pude notar 3 eventos acontecendo ao mesmo tempo, além do que eu estava participando.

Como fui em junho, peguei justamente essa nova fase do turismo de Aspen e Snowmass. Ainda assim, pude perceber muitas lojas e comércios locais fechados. Diria que 50%.

Bom, começando a falar sobre minha experiência, primeiro, o local que fiquei foi em Snowmass, no hotel Pokolodi Lodge. Os motivos foram o preço e a distância pro evento que eu iria trabalhar, que era no Westin Snowmass Resort, que fica exatamente do lado. O hotel era bem bom. Paguei 89 dólares a diária e reservei pelo Booking.com. Só uma dica: peça para ficar nos quartos de cima. Do contrário, se você cair nos quartos de baixo, vai ter bastante exercício físico para vencer as escadas todos os dias.

O primeiro dia lá cheguei a tarde, então aproveitei pra conhecer Aspen. O transporte público é gratuito entre as duas cidades. Basta esperar no ponto e subir nos ônibus. É interessante que para ir de Aspen para Snowmass ou vice-versa, você tem que pegar o ônibus da cidade que está e parar em uma parada no meio das duas cidades (Interception). Espere um tempo (curto) que logo vem o ônibus da outra cidade passando para seguir viagem.

Aspen e Snowmass - mapa ônibus

Continuando, meu primeiro dia/noite foi só conhecendo Aspen que é muito pequena! Fiquei dando uma volta pelas ruas centrais e tirando fotos. A noite comi um hambúrguer no CP Burger. =P

Aspen

No segundo dia, eu tinha que trabalhar apenas de noite. Então resolvi fazer um bike tour com a Blazing Adventures, uma das empresas mais antigas de lá e muito confiável. Recomendo os passeios com eles. O nome do tour, para ser bem específico, foi o Maroon Bells Bike Ride – Full Day. 

Eu expliquei que não era um ciclista muito experiente em longas distâncias, mas eles explicaram que é justamente para quem não tem prática. Eles levam o grupo de ônibus até o lago que beira os Maroon Bells na Whit River National Forest e de lá começa descendo até de volta a Aspen. O trajeto todo é uma descida leve, com algumas paradas para explicação, outra maior com almoço (não se preocupe, está tudo incluso), e por último, terminamos em um restaurante local bem tradicional com alguns drinks por conta da casa! Também não precisa se preocupar com equipamentos ou roupas. Eles fornecem tudo! Uma pena que nesse dia o tempo estava fechado e não deu pra ver as Maroon Bells direito. =/

Maroon Bells

O passeio começou por volta das 9h (ponto de encontro foi o lobby do Westin Snowmass) e terminou por volta das 15h30. O preço foi de 139 dólares.

Esse passeio foi o highlight dessa viagem. Foi sensacional. Recomendo muito mesmo! Tinha outra opção de fazer uma caminhada, mas acho que esse da bike deve ser melhor. Todo o grupo ficou muito satisfeito.

Conheci também alguns restaurantes por lá. Como estava nos Estados Unidos, claro, fui atrás de um bom hambúrguer. Como falei, no primeiro dia comi no CP Burger. Bom! Muita gente recomendou lá, mas parece muito com uma rede, apesar de não ser. Os mais artesanais, que recomendo mesmo, foram o Big Hoss, dentro do Snowmass Mall, e o 520 Grill, em Aspen mesmo. Pode ir nesses dois sem medo que não irá se arrepender!

No último dia, meu voo de volta era a tarde. De manhã, deu pra ir de carro ainda nos Maroon Bells de volta e foi recompensador! Nesse dia o céu estava aberto e deu pra ver muito bem as montanhas!

Maroon Bells, Colorado, EUA
Maroon Bells, Colorado, EUA

É isso! Besos!

 

 

Autor:

Diego Arelano, vulgo Zé. De onde veio singela alcunha? Do meu nome caricato de novela mexicana, Diego José, que meus pais resolveram dar em homenagem a cada um dos avós! hehe Fora isso, o Zé é um cara curioso e meio demorado que ainda tem uns 200 países pra conhecer. Palmeirense e publicitário formado pela Universidade de Brasília. Atualmente trabalha na Embratur, órgão de promoção turística internacional do governo.

Uma consideração sobre “Aspen e Snowmass – Colorado, EUA”

Fala que eu te escuto!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s